Qualidade das escolas de Anchieta avança, segundo resultado do Ideb 2019

16 de setembro de 2020

As escolas públicas municipais de Anchieta tiveram bons resultados no Índice de Desenvolvimento na Educação Básica (Ideb 2019). Os dados foram publicados recentemente pelo Ministério da Educação (MEC), e levam em consideração a taxa de aprovação das escolas e as médias de desempenho dos alunos em uma avaliação de Matemática e Português, o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb).

Os resultados do Ideb mostram os níveis de aprendizagem dos alunos ao fim de três etapas de ensino: anos iniciais (5º ano) e finais (9º ano) do ensino fundamental e ainda o ano final do ensino médio. No 5º ano, Anchieta teve nota 6,3. Já no 9º ano a nota obtida foi 4,6.

Para o secretário de Educação, Carlos Ricardo Balbino, os resultados mostram que Anchieta progrediu e isso, segundo ele, é fruto de um trabalho incansável por parte dos educadores juntamente com a família dos alunos. “Esses resultados mostram que estamos avançando e isso é fruto do empenho e dedicação dos professores. A família e a comunidade também foram grandes impulsionadores desse avanço na aprendizagem por parte de nossos alunos. Vemos pelas notas que a educação de qualidade chegou a todo município, independente do bairro”, disse.

De acordo com dados do Ministério da Educação, algumas escolas de Anchieta tiveram resultados de destaque, com grande evolução.  As escolas municipais  Elson Garcia, em Ubu e Maria Luiza Flores, em Mãe-Bá,  obtiveram a nota 7,3. As unidades Terezinha Godoy e Patrícia Roffes, na sede, obtiveram respectivamente as notas 7,0 e 6,4.

Conforme o secretário, a atual gestão vem investindo na capacitação constante dos professores e em 2019 iniciou o projeto piloto de avaliações/simulados quinzenais em todas as escolas, que agora é um programa permanente. Conforme Carlos, com isso há um monitoramento desses resultados, com uma gestão escolar baseada em resultados e evidências.  “A secretaria de Educação entende que o município ainda pode e deve avançar muito nas avaliações externas e criou um plano de ação a médio prazo pra alcançar os melhores resultados do Estado. Infelizmente a pandemia atrasou esses programas e utilização desses materiais, mas o município já está pronto pra iniciar 2021 com esses programas em efetivo Funcionamento.”, explicou.

A meta para Anchieta nos anos iniciais (5º ano) em 2019, segundo o Ministério da Educação, era de 6,1.